Receitas Rápidas com que impressionar?

Consegue imaginar o ar surpreso dos seus amigos, ou até da sua namorada, quando lhes servir um delicioso Cocktail de Camarão? (só não lhes conte que apenas demorou 10 minutos na cozinha...!).

Para preparar com tempo e ter sempre à mão de qualquer ocasião, porque não preparar e congelar?

No dia é só cozinhar e servir como se tivessem sido acabados de fazer! Uma boa dica são os Crepes de Legumes, coloridos e estaladiços. Que tal?!

Porque adoçar o palato é adoçar a alma e porque nenhuma refeição está completa sem a sobremesa.

Experimente as diversas receitas de sobremesas disponíveis - da mais complexa à mais simples, todas prometem encher-lhe as medidas e tornar a sua refeição num momento mais feliz!

domingo, 31 de maio de 2009

Dia Rosa - Semifrio de Framboesa e Chocolate sobre cama de Bolacha e Amêndoa

Ora aqui está a minha colaboração para o Dia Rosa...
(receita adaptada da revista Blue Cooking nº38 de Maio de 2009)

Ingredientes:

  • 20g de bolachas e amêndoa (mistura a gosto)
  • 90g de margarina derretida
  • 200g de chocolate branco
  • 200g de queijo creme
  • 90g de açúcar
  • 200ml de natas
  • 150g de framboesas

Preparação:


Rale as bolachas e as amêndoas, adicione a manteiga derretida e combine bem de forma a obter uma mistura dura.
Disponha esta mistura numa forma de mola de 20cm de diâmetro. Calque bem a mistura de forma a não ter buracos.
Derreta o chocolate em banho-maria, mexendo.
Numa tigela, bata o queijo, com o açúcar e as natas até obter uma mistura suave.
Adicione as framboesas e o chocolate e com a ajuda de uma espátula misture fazendo "esses".
Verta o preparado para dentro da forma, alise bem e leve ao frigorífico no mínimo 4 horas.

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Brownies

Excelente para sobremesa, acompanhados de gelado de baunilha, os brownies são o pecado do mais comum mortal. Desfazem-se na boca, com uma textura amanteigada, o intenso sabor a chocolate e as crocantes avelãs que surgem atrevidas.


Ingredientes:
  • 200g de chocolate (75% cacau)
  • 250g de manteiga
  • 350g de açúcar
  • 65g de farinha
  • 4 ovos
  • 1 chávena de avelãs picadas grosseiramente
  • 1 colher (chá) de fermento em pó
  • 100 gr. de cacau em pó
  • Açúcar em pó (para polvilhar)

Preparação:

Pré-aqueça o forno a 180º.
Derreta o chocolate e a manteiga em banho-maria.
Numa taça junte os ingredientes secos e misture-os com o creme de chocolate já arrefecido.
Agora junte os ovos á mistura incorporando-os bem e por fim junte as avelãs.
Unte muito bem um tabuleiro e forre o fundo com papel vegetal, verta a mistura no tabuleiro e leve ao forno por 30 minutos.

Pressione a massa com o dedo, se estiver firme está pronto, o teste do palito não é muito útil aqui, pois a massa é ligeiramente húmida e o palito sai sempre com massa.
Desenforme com cuidado, deixe arrefecer um pouco e corte em cubos.
Polvilhe com açúcar em pó e acompanhe com gelado de baunilha.

(adaptado
daqui - experimentem!)

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Esparguete com Frango e Pimentos ao Caril

Ingredientes:
(p/ 1 pessoa)

  • Esparguete (a gosto)
  • 1 peito de frango
  • 2 tiras de pimento verde
  • 2 tiras de pimento vermelho
  • 3 ou 4 azeitonas
  • Sal q.b.
  • Azeite q.b.
  • Alho em pó q.b.
  • Pimenta q.b.
  • Caril em pó, a gosto

Preparação:

Coza o esparguete al-dente com sal e um fio de azeite e reserve.
Numa frigideira deite um fio de azeite, o alho em pó, sal e pimenta. Cozinhe o peito de frango partido em cubos.
Corte as tiras de pimento em cubos e salteie ligeiramente, junto com o frango.

Tempere com o caril e junte as azeitonas já descaroçadas e em rodelas.
Deixe cozinhar para apurar e sirva com o esparguete.

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Dica: Métodos de Cozedura

Existem diversas formas de cozinhar os alimentos: cozer, fritar, assar, grelhar e estufar, entre outros.
São métodos distintos que determinam a textura e o sabor final dos alimentos.
Mas antes de cozinhar um alimento, é importante saber como o comprar e como o preparar. Depois, seleccione o recipiente adequado, os temperos certos e calcule o tempo de cozedura necessário de acordo com o alimento que vai cozinhar e o tamanho do mesmo.

Aceite o desafio e experimente todos os métodos de cozedura!


Assar


Cozinhar um alimento com a adição de gordura, pela acção directa do calor (no tacho ou no forno) por vezes com adição de uma pequena quantidade de líquido - vinho, água ou um caldo - e, eventualmente, de legumes.
Os alimentos para assar devem ser tenros e de primeira qualidade.

Alguns alimentos que se podem assar: Aves, Carnes, Frutos Legumes e Peixes


Cozer


Cozinhar um alimento num líquido abundante (geralmente água), deixando-o ferver até que fique tenro.
Quando a finalidade é obter um caldo aromático, os alimentos são introduzidos em água fria para transferirem os seus aromas e nutrientes para o caldo.

Se pretender que os alimentos conservem o máximo do seu valor nutritivo, só deverão ser introduzidos na água, quando esta se encontrar já a ferver.

Alguns dos alimentos que se podem cozer: Arroz, Aves, Carnes, Frutos, Leguminosas, Mariscos, Massas, Ovos, Peixes e Vegetais.


Estufar


Cozinhar um alimento (inteiro ou em bocados) sobre lume muito brando, nos seus próprios sucos, ou/e nos sucos dos alimentos que lhe podem ser adicionados. O líquido (água, caldo, vinho) que eventualmente se possa adicionar deverá ser reduzido e serve apenas para evitar que os alimentos se queimem.

Para que as carnes conservem a suculência, devem ser primeiro alouradas em gordura, em toda a superfície.
A crosta que se forma evita a saída dos sucos, tornando-as também mais tenras.

Alguns dos alimentos que se podem estufar: Aves, Carnes, Legumes e Peixes.


Guisar


Assemelha-se a estufar, com adição de uma quantidade significativa de líquido (água, caldo, vino, etc.).

É um processo de cozedura lento que permite a transferência dos sabores entre os alimentos e o molho em que são cozinhados.
É especialmente indicado para a utilização de peças de carne mais económicas ou alimentos que necessitem de tempso de cozedura mais prolongados.


Alguns dos alimentos que se podem guisar: Aves, Carnes, Leguminosas, Peixes, Vegetais e Legumes.


Fritar


Cozinhar um alimentos num banho de gordura líquida, geralmente óleo, aquecida a uma temperatura que pode variar consoante o tipo de alimento, mas que nunca deverá exceder os 180ºC.

É um processo de cozedura muito rápido e saboroso que deve no entanto respeitar certas regras:
*O banho de fritura (óleo) deve ser em quantidade suficiente para cobrir abundantemente os alimentos que aí forem introduzidos.
*O óleo deve estar aquecido à temperatura adequada a cada tipo de alimento.
*Os alimentos a fritar devem estar bem secos (por exemplo, as batatas devem ser enxutas num pano ou em papel de cozinha).
*Os alimentos que não tenham amido na sua constituição (como por exemplo, carne, aves, peixe e alguns vegetais) devem ser previamente panados ou passados por um polme ou por farinha.
*Depois de fritos todos os alimentos devem ser escorridos sobre papel absorvente.
*O óleo de fritura deve ser mudado com frequência, no máximo após 10 utilizações.
*Não se deve adicionar óleo fresco ao óleo existente e que já foi utilizado.
*Após a fritura, e antes de nova utilização, o óleo deve ser filtrado, obretudo se foi utilizado para fritar alimentos que tenham largado resíduos.

*Não use o mesmo óleo para fritar alimentos diferentes e que lhe possam transmitir o seu sabor (por exemplo, não use óleo que serviu para fritar peixe em batatas ou carne).
Nota: Nunca despeja o óleo usado na rede de esgotos de casa. Ao proceder desta forma evita a contaminação da água.

Alguns dos alimentos que se podem fritar:
Aves, Batatas, Peixe, Carne (panados), Frutos e Legumes.


Grelhar



Cozinhar um alimento pela acção directa do calor, num grelhador ou sobre as brasas.

Os alimentos para grelhar devem ser sempre de 1ª qualidade por ser um processo de cozedura que não recorre à adição de outros alimentos e que apenas utiliza, de modo geral, muito pouca gordura - apenas a necessária para evitar que os alimentos se peguem à grelha.

Alguns alimentos que se podem grelhar: Aves, Carnes, Mariscos, Peixes e alguns Legumes.


Saltear


Cozinhar um alimento num recipiente, destapado e sobre lume forte, muito rapidamente numa pequena quantidade de gordura aquecida.

Os alimentos a saltear, devem ser pouco espessos e fraccionados em pequenas dimensões.
Para terminar a cozedura deve-se reduxir o lume.

Alguns alimentos que se podem saltear: Aves, Carnes, Legumes e Peixes.


Em Banho-Maria


Consiste em cozer, ou aquecer, um alimento dentro de um recipiente que é depois introduzido noutro que contém água a ferver. É o tipo de cozedura especialmente aplicado a preparações culinárias delicadas e à base de ovos e com tendência a talhar, como: molhos, cremes e pudins.
A cozedura em banho-maria pode ser feita sobre o fogão (ex.: molhos e cremes) ou no forno (ex.: pudins).

Em qualquer dos casos a água deve ser mantida em ebulição suave e cobrir cerca de 2/3 do recipiente que contém o alimento e os fundos destes não se devem tocar.
Embora existam no mercado recipientes próprios para este tipo de cozedura, estes podem ser improvisados com 2 recipientes de tamanhso diferentes.
Para a cozedura no forno deve colocar-se um pano dobrado em quatro entre o tabuleiro e o fundo da forma.


A Vapor


Tem como finalidade cozinhar os alimentos mantendo inalterado o seu sabor próprio.
Para isso existem no mercado recipientes adequados. Dois tachos que encaixam um o outro e em que um deles tem o fundo furado.
Podem igualmente utilizar-se cestos de rede onde se colocam os alimentos e que se introduzem noutro recipiente contendo água.
Os alimentos devem cozer em lume brando, tapados e sem entrar nunca em contacto directo com a água.


Ao Sal


Consiste em cozinhar os alimentos no forno (normalmente frango ou peixe, inteiros) envoltos numa capa protectora de sal grosso.

O sal usado deve ser sal marinho humedecido apenas com um pouco de água ou aglutinado com clara de ovo (+- 2 claras por cada 3kg de sal).
Para que o sal nao se entranhe nos alimentos, o peixe deve ser fresco e ter a pele protegida pelas escamas. No caso do frango a pele não deve ter rasgões e as pernas devem ser atadas de modo a fechar a abertura da barriga.
Pode perfumar o sal com ervas aromáticas secas ou especiarias.


Em Papelote



Consiste em colocar os alimentos e respectivos temperos numa porção de foha de alumínio ou papel vegetal encerado, com tamanho suficiente para os embrulhar completamente.

Permite a utilização de menos gordura ao mesmo tempo que deixa os alimentos suculentos e saborosos, concentrando os sabores do próprio alimento e do seu tempero.


Ao usar papel vegetal encerado, as bordas devem ser pinceladas com clara de ovo, que funcionará como cola, e fechados cuidadosamente com duas dobragens para evitar que abram durante a cozedura e os sucos formados se escapem.

No forno, os papelotes devem ser cozinhados colocados sobre um tabuleiro, distanciados entre si.
Apesar de ser um processo de cozedura simples, permite uma apresentação requintada do prato.

(retirado do livro ABCozinha, Vaqueiro)

sábado, 23 de maio de 2009

Muffins de Morango

Ingredientes

  • 3 ovos
  • 120g de margarina
  • 1 e 1/2 chávena de açúcar
  • 2 chávenas de farinha
  • 150 ml de leite
  • 1 colher (chá) de aroma de baunilha
  • 1 colher (chá) de fermento em pó
  • 1 colher (café) de bicarbonato de sódio
  • 1 e 1/2 chávena de morangos cortados

Preparação:

Bata os ovos inteiros com o açúcar e a manteiga até obter um creme leve e esbranquiçado.
Acrescente aos poucos a farinha alternando com o leite e bata somente o suficiente pra misturar.
Junte o fermento em pó e o bicarbonato de sódio.
Passe os morangos por um pouco de farinha de trigo e misture-os também suavemente na massa.
Passe para uma forma tipo bolo inglês de tamanho médio, bem untada com manteiga e polvilhada com farinha.
Leve a forno médio a 180° nos primeiros 15 ou 20 minutos depois reduza.
Demora um pouco para estar pronto, cerca de 50 a 60 minutos.
Teste inserindo um palito no centro, se sair seco está pronto.
Desenforme frio ou morno, se desejar polvilhe com açúcar de confeiteiro.
(inspirado daqui)

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Iogurtes com Caramelo

Ingredientes:

  • 900ml de leite
  • 1 iogurte natural
  • 2 colheres (sopa) de leite em pó
  • 2 colheres (sopa) de açúcar
  • 1 colher (sopa) bem cheia de caramelo por copo

Preparação:

Misturar todos os ingredientes, até obter uma consistência uniforme. Colocar o caramelo no fundo dos copos. Distribuir pelos frascos da iogurteira o preparado de iogurte e ligá-la durante 10 horas. Depois desse tempo, deixá-los no frigorifico por 2 horas, no mínimo.

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Iogurtes de Baunilha

Agora com a nova iogurteira começam as experiências em busca de sabores que agradem.
Estes primeiros foram de baunilha e ficaram muito bem.


Ingredientes:
  • 900ml de leite
  • 1 iogurte natural
  • 2 colheres (sopa) de leite em pó
  • 2 colheres (sopa) de açúcar
  • 1 colher (sopa) bem cheia de aroma de baunilha

Preparação:

Misturar todos os ingredientes, até obter uma consistência uniforme.
Distribuir pelos frascos da iogurteira (a minha tem 6) e ligá-la durante 10 horas.
Depois desse tempo, deixá-los no frigorifico por 2 horas, no mínimo.

terça-feira, 19 de maio de 2009

Tosta de Verão

Óptima para um dia mais ameno, esta tosta é um prazer na combinação de sabores e texturas.

Ingredientes:
  • 1 cenoura
  • 1 bife fino de perú
  • 2 fatias de pão (usei o que tinha feito no dia - pão de mirtilos)
  • maionese
  • 1 rodela fina de abacaxi
  • 2 fatias que queijo mozzarella
  • alho em pó
  • sal
  • pimenta
  • Quiwi
  • Iogurte Natural

Preparação:

Tempere o bife com sal, pimenta e alho em pó e grelhe.
Barre as fatias de pão com a maionese. Com a parte barrada virada para o recheio disponha por cima de uma fatia, as duas fatias de queijo, seguidas do bife.
Corte e retire a casca de uma fatia de abacaxi fininha. Disponha por cima do bife.
Rale a cenoura e coloque por cima do abacaxi. Cubra tudo com a outra fatia do pão.
Leve à tostadeira até adquirir um tom alourado e o queijo estiver derretido.
Sirva acompanhado de um quiwi salpicado de iogurte natural.
(adaptado daqui)

domingo, 17 de maio de 2009

Dia Amarelo - Cupcakes de Limão

Heis o meu contributo amarelinho para a iniciativa do Chá, Canela e Chocolate.

Ingredientes:
  • 2 chávenas de farinha de trigo
  • 1 colher (sopa) de fermento
  • 1 colher (café) de sal
  • 200g de margarina
  • 1 chávena de açúcar
  • 2 ovos
  • raspas da casca de 2 limões sicilianos
  • 4 colheres (sopa) de sumo de limão siciliano coado

    Recheio
  • 2 e 1/2 colheres (sopa) de custard
  • 0,5l de leite
  • 3 colheres (sopa) de açúcar
  • 50g de manteiga

    Glacé de Limão
  • 200 g de açúcar de confeiteiro peneirado
  • 7 a 8 colheres (chá) de água fervente
  • 7 a 8 colheres (sopa) de sumo de limão coado

Preparação:

Bolo (adaptado daqui)
Pre-aqueça o forno a 180°. Numa tigela média, peneira a farinha, o fermento e o sal. Na batedeira, bata a manteiga com o açúcar, em velocidade média, até que a mistura fique clara e fofa. Adicione os ovos um a um, batendo bem depois de cada adição. Junte as raspas de limão. Mantenha a batedeira em velocidade baixa, e vá adicionando alternadamente o sumo e a farinha. Continue a bater até a massa ficar bem homogénea. Coloque numa forma untada e enfarinhada. Leve ao forno por cerca de 1 hora, ou até que, ao enfiar um palito, ele saia seco.

Recheio
Dissolva o custard em metade do leite. Adicione o leite restante, o açúcar e a manteiga. Leve a lume brando, mexendo sempre, até engrossar e obter o ponto estrada. Reserve.

Glacé de Limão
Peneire o açúcar. Junte a água fervente e o sumo do limão até obter uma mistura uniforme e espessa o suficiente para cobrir as costas de uma colher. Se ficar muito líquida, afundará bolo adentro; muito grossa, não se espalhará bem.


Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More